30 de dezembro de 2012

ABERTURA


















SEMENTES
Escrever um livro, ter um filho, plantar uma árvore nos aponta a sabedoria popular como um roteiro de vida a toda criatura humana sobre a Terra.
Diria que são sementes, são marcas de nossa passagem pela vida como um planejamento particular de cada um.
O objetivo aqui é ampliar este plantio e apresentar uma proposta de que é possível ir além do roteiro pessoal.
Estamos num novo tempo, numa nova era. Não devemos nos repetir, quando no passado vivíamos no egoísmo de nós mesmos.
Hoje é unir e dividir, pois tudo é de todos. Neste planeta apenas somos meros inquilinos, tudo pertence a Deus. Podemos usufruir com sabedoria, lembrando-nos sempre que só levaremos na bagagem o Bem que soubermos praticar sem esperar nada em troca.
Ser um canal, um veículo, um instrumento entre quem quer ajudar e quem precisa de ajuda é apenas um exercício para todos, pois isso será, em bem pouco tempo, uma prática comum entre todas criaturas que vivem neste plano.
É impossível ser feliz centrando-nos apenas em si. É preciso convidar nossos irmãos para também fazerem parte deste banquete.
Jesus, Mestre Divino, nos falou inúmeras vezes sobre sementes, semeadura, plantar e colher, indicando-nos a responsabilidade de nosos atos, mas também nas obras que podem ser deixadas no mundo – pequenas ou grandes – mas que farão toda  diferença no caminho do próximo como luzes que se acendem em prol da evolução.
Fiquemos com Deus, Ele com certeza está abençoando cada ato que promove a melhoria do outro porque são sementes verdadeiras do Amor Incondicional.
Anna Mazzoni